Follow by Email

sábado, 1 de agosto de 2015

Os temas de debate para o Congresso da UIA 2020



O Conselho Superior (COSU) do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) está se reunindo em São Paulo, nos dias de 28,29 e 30 de julho de 2015, quando foram definidos os temas anuais a serem debatidos no âmbito da preparação do Congresso da União Internacional de Arquitetos (UIA) de 2020, que se realizará no Rio de Janeiro. Esse congresso internacional é visto pela rede do IAB como uma oportunidade para que as ações de plano e de projeto estejam consolidadas como práticas corriqueiras da sociedade brasileira. 

Além disso, acredita-se que a construção desse Congresso Internacional de 2020, que acontecerá ao longo desses cinco anos é tão importante quanto o evento em si. Os temas selecionados para os debates anuais são;



Arquitetura e Cultura: que trata do reconhecimento do valor cultural da arquitetura, e que envolve a questão da existência e da produção futura do patrimônio construído do país, como elemento singular e característico. A especificidade desse patrimônio construído e a construir envolve uma imensa diversidade de situações, que reproduzem a riqueza do país e a adequação dos espaços construído pelo homem nas várias regiões do país.

Arquitetura Popular: que aborda a auto construção e a produção da habitação pelo próprio usuário, e que é uma realidade nas cidades brasileiras e de muitos países. O tema problematiza uma realidade existente e pretende qualificar essas áreas da cidade, implantando as infraestruturas urbanas que conformam a urbanidade.

Cidade e Ambiente: que abarca a questão de que as cidades já abrigam mais de 50% da população mundial, elas ocupam menos de 2% do território do planeta Terra, no entanto concentram grande parte do impacto ambiental, que provém principalmente da geração de esgotos e efluentes nos mananciais e da emissão de CO2 na atmosfera. Portanto, pensar e problematizar as várias formas de ocupar o território, sua arquitetura e urbanismo, é fundamental para mitigar esses efeitos.

Urbanismo e o Desenho da Cidade: que se reporta as características físicas e espaciais das cidades, bem como sua capacidade de sustentar economicamente sua população. A capacidade do espaço físico das cidades de potencializar, otimizar e incrementar as diversas atividades econômicas que garantem a sustentabilidade de sua população. Os impactos das ações de planejamento e projeto sobre o espaço físico concreto das cidades.

Metrópoles e cidades médias: que pensa a coesão e governança das cidades metropolitanas, e a importância das cidades médias na estruturação do desenvolvimento dos países. As cidades passaram a ser pontos chaves para a promoção do desenvolvimento e atração de empreendimentos diversos e sustentação de modos diferenciados de vida.


Todos os temas pretendem debater a ocupação do território do planeta Terra pelo homem dentro do que foi proposto como conceito chave do Congresso da UIA Rio de Janeiro 2020; “Todos os Mundos. Um só mundo. Arquitetura 21.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário