Follow by Email

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Audiência Pública sobre o pier da Praça XV

A íntegra da audiência pública na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro, que discutiu o desenho do pier de atracação dos transatlânticos perto da Praça Mauá. audiência pública No dia 29 de maio, foi realizada, no Plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, audiência pública que discutiu detalhes sobre o projeto do píer em “Y”, na Zona Portuária da capital fluminense. Na ocasião, eu estive representando o IAB-RJ como vice-presidente, falei sobre o papel do projeto de arquitetura e urbanismo em conciliar os interesses públicos e privados nas intervenções na cidade e a importância de se preservar a frente marítima desalfandegada. Assista abaixo trecho da audiência, que foi transmitida pela TV Câmara. trecho da audiência pública

Exposição sobre arquiteto português Nuno Portas no IAB-RJ

Exposição O Ser Urbano de Nuno Portas vai ser levada ao Rio de Janeiro SÉRGIO C. ANDRADE 29/05/2013 - 19:30 Arquitecto e urbanista português regressa a um país onde viveu momentos marcantes no seu percurso profissional. Exposição será apresentada entre 18 de Junho e 31 de Julho.A exposição produzida por Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura, e já apresentada também no CCB, em Lisboa, O Ser Urbano – Nos caminhos de Nuno Portas, vai agora ser levada ao Rio de Janeiro.Comissariada pelo arquitecto e professor Nuno Grande, discípulo do urbanista, a mostra será apresentada no Instituto de Arquitectos do Brasil entre 18 de Junho e 31 de Julho. A “exportação” desta exposição biográfica-documental, que Nuno Grande chegou a classificar como uma espécie de “gabinete de curiosidades” e que reconstitui cerca de meio século (1956-2010) do percurso profissional de Nuno Portas, foi conseguida pela Guimarães 2012 e pelo projecto Garagem Sul do CCB.A sua apresentação no Rio de Janeiro vai também proporcionar mais um regresso de Nuno Portas a um país onde viveu momentos marcantes da sua vida profissional. Na década de 60, o arquitecto-urbanista deslocou-se ao Rio de Janeiro para estudar o fenómeno das favelas, tendo acompanhado de perto – recorda Nuno Grande – o projecto de intervenção social levado a cabo pelo arquitecto brasileiro Carlos Nelson dos Santos na favela Brás de Pina. “Esta experiência foi marcante para o trabalho que Nuno Portas viria a desenvolver, logo a seguir ao 25 de Abril de 1974, no lançamento do projecto SAAL [Serviço de Apoio Ambulatório Local]”, destinado a minorar o problema da habitação nas grandes áreas urbanas do país, nota o comissário.Nos anos 90, Nuno Portas regressou ao Rio de Janeiro, convidado pelo prefeito da cidade, o arquitecto Luiz Paulo Conde, para desenhar a frente urbana da baía de Guanabara, em parceria com o catalão Oriol Bohigas – o projecto acabaria por ficar na gaveta, na sequência da perda das eleições por aquele responsável autárquico.Já mais recentemente, o arquitecto e urbanista português foi convidado para fazer parte do júri que escolheu o projecto para o Parque Olímpico para os Jogos de 2016.Com este capital de experiência e de conhecimento da evolução do caso brasileiro ao longo das últimas décadas, Nuno Portas foi agora convidado pelo Instituto de Arquitectos do Brasil a fazer uma conferência e participar num colóquio aquando da abertura da exposição no Rio de Janeiro, em cuja Universidade Federal irá também dar aulas.Na sua chegada ao Brasil, a exposição O Ser Urbano será acrescentada com uma maqueta de um dos projectos que Nuno Portas fez para três ruas do Rio de Janeiro nos anos 90. No resto, terá a mesma montagem apresentada em Guimarães e em Lisboa.