Follow by Email

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Apresentação preliminar do Plano Diretor de Transportes Urbanos (PDTU) do Rio de Janeiro

Na última quarta feira dia 25 de setembro foi apresentado ao Conselho de Transportes e Mobilidade da cidade do Rio de Janeiro uma apresentação preliminar do Plano Diretor de Transportes Urbanos (PDTU) de 2013 da cidade metropolitana do Rio de Janeiro. Uma série de dados relativos a mobilidade da população da cidade metropolitana do Rio de Janeiro foram apresentados, e precisam ser disponibilizados de forma mais ampla, para que diferentes agentes possam tirar suas conclusões.
Matéria publicada no jornal O Globo
de quinta feira dia 26 de setembro de 2013

Nesta ocasião ficou também clara a pretensão de envolver em abstratas tecnicalidades, aquilo que a população carioca e das grandes cidades brasileiras sofre em seu cotidiano. Precisamos ter parâmetros de medição que façam a aferição da qualidade dos transportes e não de meros aspectos quantitativos.

Há um dado que choca e mostra muito da contramão na qual, nós moradores urbanos estamos metidos nas cidades brasileiras, e particularmente no Rio de Janeiro. A comparação entre transportes motorizados, isto é aqueles feitos de forma mecânica, entre individual (carro ou moto) e coletivo (trens, metrô, ônibus, barcas, vans etc...). Há um acréscimo do transporte individual de 25,8% para 28,5% de 2003 para 2012, e um decréscimo do transporte coletivo correspondente de 74,2% para 71,5% no mesmo periodo de tempo. O que claramente aponta para o declínio da utilização do transporte público na cidade do Rio de Janeiro, certamente devido a ineficiência dos serviços, que estão mais caros e demorados. A ampliação da frota de veículos, particularmente de motos, indicam o descrédito que o sistema de transporte público possui na cidade do Rio de Janeiro.

A matéria do jornal O Globo, do dia seguinte, na quinta feira dia 26 de setembro de 2013 mostra um pouco nossa situação degradante.