Follow by Email

domingo, 28 de setembro de 2014

Ainda as eleições do CAU-RJ

Chapa do CAU-RJ Fortalecimento da Arquitetura e Urbanismo
Serão completados três anos de existência do Conselho de Arquitetura e Urbanismo no final de 2014, uma conquista dos arquitetos que construiram um conselho uni profissional, independente dos engenheiros. Mas é preciso reconhecer, que se nossa avaliação no nível federal é extremamente positiva, já na esfera estadual ela deixa muito a desejar. No plano federal conquistamos o sistema de informação unificado do SICAU, que está em funcionamento, e apesar do bloqueio de algumas informações pelo antigo sistema CONFEA, ele foi instalado e já está operando. Já no âmbito estadual o CAU-RJ está com a fiscalização ainda muito incipiente, não denunciou algumas práticas deletérias de órgãos públicos, que permanecem contratando projeto por menor preço ou por pregão eletrônico, e o mais grave de tudo, deu apoio a um concurso do BNDES que não previa a contratação integral do vencedor do concurso.

Por esse motivo, o IAB-RJ a partir de uma orientação do seu Conselho Superior, que se reuniu em Brasilia no final de agosto, e pelo seu Conselho Deliberativo que se reuniu no Rio de Janeiro no começo de setembro, onde foi determinado que a entidade participasse intensamente do debate eleitoral do CAU. O IAB-RJ constituiu uma chapa para concorrer as eleições do CAU-RJ, encabeçada pelos companheiros; Luiz Fernando Janot e Pablo Benetti como conselheiros federais, e pelo seu ex presidente Jeronimo Moraes como candidato a Presidente do CAU-RJ, com o nome de FORTALECIMENTO DA ARQUITETURA E DO URBANISMO.

As teses defendidas pelos IABs são que os conselheiros indicados para os diversos CAUs deveriam ser profissionais com ampla atuação, nos diversos campos tais como; projeto, planejamento, gestão, ensino, conservação e outros evitando-se a todo custo que a dedicação seja exclusiva ao conselho. Fortalecimento dentro dos CAUs das diversas entidades que construiram o conselho uni profissional; IABs, FNA, Sindicatos, ASBEA, ABEA e ABAP de forma a ancorar a atuação dos seus respectivos conselheiros. Defesa da idéia do concurso público de projetos de arquitetura como forma mais transparente para contratação de obras públicas. E defesa da integridade do projeto como atividade autoral, que se desenvolve em diversas fases, tais como estudo preliminar, anteprojeto, aprovação legal e projeto executivo, mas que não podem ser independentes e possuem uma responsabilidade nominada de um profissional, que assina sua autoria.

Importante também destacar, que o IAB-RJ investiu até o último momento numa chapa de unidade das entidades que representam os arquitetos; IAB, Sindicato, ASBEA, ABEA e ABAP. Mas foi confrontado pelo Sindicato com indicações de conselheiros que representavam o CAU-RJ, que seriam como representações endógenas ao organismo recém criado, idéia que foi amplamente rechaçada, uma vez que em nossa visão as entidades dos arquitetos é que deveriam ser empoderadas.

Visite o site no facebook

https://www.facebook.com/fortalecimentoau?fref=ts

Nenhum comentário:

Postar um comentário