Follow by Email

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Concurso do BNDES não segue boas práticas

O concurso de projetos lançado pelo BNDES, para construção do seu anexo na Avenida República do Paraguai na cidade do Rio de Janeiro não segue as boas práticas desta matéria. Para começar, o concurso não garante a contratação do vencedor para desenvolvimento do projeto executivo, fatiando a atividade, e tirando a importância da questão da autoria. Um segundo ponto a ser destacado é que o concurso destaca o famigerado Acórdão no 3361/2011, que proclamou o absurdo; "da impossibilidade de contratação do vencedor do concurso para o desenvolvimento dos projetos básicos e executivos decorrentes do anteprojeto vencedor" (Página 06 do Edital do BNDES). Por estas duas questões percebe-se que o Edital não dá protagonismo a atividade de projeto, mantendo-a na minoridade, sem a carga de responsabilidade que ela demanda, tanto na questão da autoria, quanto no problema da integridade do processo. Esta atitude sinaliza que o Banco permanece se resguardando por trás de uma atitude intransparente, que pretende esconder as reais intenções do desenho do sua futura edificação Porque?

Por estas questões é  que o IAB-RJ não está a frente da promoção deste concurso, pois se recusou a aceitar tais condições...

Abaixo entrevista que concedi a EBC.

http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2014-02/bndes-lanca-concurso-publico-para-escolha-de-projeto-de-arquitetura

Nenhum comentário:

Postar um comentário