Follow by Email

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

O artigo do Presidente Nacional do IAB no O Globo

O texto publicado no último sábado dia 30 de janeiro de 2016, do presidente do IAB Sérgio Magalhães, no jornal O Globo aborda a questão das formas de contratação de projeto por parte do governo brasileiro, e como essas possibilitam que se instale uma promiscuidade indesejada entre alguns agentes públicos e privados. Também as cidades brasileiras e suas carências crônicas de determinados serviços, tais como saneamento, transporte público, segurança são consequência direta da falta de protagonismo das fases de planejamento e de projeto, nas contratações de obras públicas.

As fases de planejamento e de projeto antecipam as figurações desejadas para as cidades que queremos ser no futuro, possibilitando que várias hipóteses possam ser avaliadas por diversos agentes interessados, ampliando a participação cidadã. A prática recorrente de pré-figurar, pelo plano e pelo projeto, a conformação de nossas cidades, garantindo por outro lado que os políticos, e ou as candidaturas se comprometam com modelos concretos, efetivamente materializados em nosso território. Essa prática de maior transparência acaba sendo interessante também para os políticos, uma vez que determina objetivos claros e palpáveis a serem atingidos, evitando que se tornem reféns de interesses particulares e pouco republicanos. Apesar disso, hoje no Brasil poucos políticos se comprometem com essas pré-figurações, preferindo um discurso mais abstrato de promessas vagas e indefinidas.

Acima a imagem e abaixo o link da matéria do jornal O Globo. Vale a leitura...

http://oglobo.globo.com/opiniao/a-venda-que-preco-18574764

Nenhum comentário:

Postar um comentário